O Grupo dos Cinco: Modernismo Brasileiro




O Grupo dos Cinco foi um conjunto de artistas, escritores e pintores do Modernismo brasileiro. Em 1922, o Brasil se encontrava no período da República Oligárquica. Insatisfeitos com essa política totalitária, uma parcela da sociedade começou a se manifestar.


É nesse cenário que ocorre a Semana de Arte Moderna de 1922, um evento artístico que se deu contra a situação política imposta. Liderada pelos artistas do Grupo, representava também uma busca pela formação de uma identidade nacional.


Fizeram parte do Grupo dos Cinco:


Anita Malfatti (1889 - 1964)

Foi desenhista, ilustradora, pintora e professora. É conhecida por pinturas como “A Boba” (1915/1916). Em suas obras retratou temas regionalistas, mas também experimentou

outras temáticas e técnicas.


Tarsila do Amaral (1886 - 1973)

Foi pintora e desenhista. Seu trabalho é dividido entre três fases, sendo elas: Pau Brasil, Antropofagia e Social. “Abaporu” (1928) é uma de suas obras mais famosas.


Menotti Del Picchia (1892 - 1988)

Era jornalista, poeta, pintor, cronista, político, ensaísta e romancista. Dirigiu jornais como o Diário de Itapira e escreveu importantes poemas como “Moisés” (1917).


Oswald de Andrade (1889 – 1964)

Foi escritor, dramaturgo e ensaísta. Com seu temperamento irônico, escreveu para o "Diário Popular" ao longo de 1909. “Manifesto Pau-Brasil” (1925) é uma das suas obras mais famosas.


Mário de Andrade (1893 - 1945)

É um dos principais nomes da literatura brasileira. Escritor, crítico e ensaísta, é autor do aclamado “Macunaíma” (1928) e foi um dos fundadores da revista Klaxon, que tinha como objetivo divulgar a arte moderna.


***





0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo